sábado, 25 de julho de 2009

Meu mundo anda bem melhor

Ouvindo: Ainda não disse adeus - Catch Side

Ok. Nossos mundos não são iguais, sua realidade não é a mesma que a minha. É estranho. Por alguns segundos eu chego a pensar que estamos no mesmo lugar, ou que fazemos parte de um mesmo ambiente. Só basta uma troca de palavras pra essa minha opnião se converter. Ok. Chega um dia que você amadurece, é como se fizesse parte dos teus hormônios que desenvolvem caractéristicas secundárias; a puberdade, sabe? É um amontoado de amadurecimento. Imagina uma montanha de neve. Agora imagina essa montanha toda desmoronando em um piscar de olhos, ou em um passar de anos. É bem assim. É tenso. Seu sofrimento começa a ter sentido, você busca o sentido do teu sofrimento! O que perde o sentido são tuas lágrimas. Fato que deveria ter alguma coisa a ver, certo? Mas não tem, não sempre. Lágrimas nem sempre significam sentimentos, bons ou ruins. Lágrimas podem significar nada e ao mesmo tempo significar tudo, sabe. Mas depois que você cresce, você aprende a segurar isso, aprende a conviver com o aperto no coração, aquele aperto que a gente conhece; apelidados de saudade, ciúme, possessão, fim de tudo, solidão, desamor ou o próprio sofrimento! Ok. Eu não gosto de ditar as regras, não gosto de direcionar nada nem ninguém. Eu tenho medo da culpa. Isso é um problema. Mas eu to perdendo meus medos aos poucos, junto com os meus sentimentos e minhas comoções. Deve ser o tal do crescimento. Ou não. Dormi bem essa noite, acho que pus meu sono em dias, pra agora poder controlar, durmir mais cedo, acordar mais cedo talz. Aulas daqui uns dias... É bom até, não gosto de não ter no que pensar. Apesar de que eu não consegui ir atrás de um trampo AUHAUHAUHUH Eu sou contraditário, eu gosto de complicar. Eu sou foda.

2 comentários: